Páginas

10 de outubro de 2011

Ciganos entidades de Luz


Vocês já se depararam na rua com aquelas ciganas que sempre pedem um dinheiro para lerem as mãos das pessoas?  Chamem-me, mas eu tenho um certo fascínio por esse povo nômade, não sei dizer o por quê, mas é desde criança isso, o modo de vida deles, os trejeitos e o linguajar, adoro.
Mas esse povo além de uma bela cultura tem um lado esotérico muito forte, leitura de mão, runas, tarô...

Desde que conheci e passei a frequentar uma Terreira de Umbanda descobri um lado ainda mais mágico sobre esse povo, povo do dinheiro, amor e principalmente de muita luz. Eu também tenho uma adoração respeito muito grande por essas entidades os ciganos, não sei  quantos de vocês já foram em uma festa de ciganos numa Terreira, é maravilhoso, colorido, alegre te deixa leve.
Logo que passei a me entregar à religião, descobri que eu tenho uma cigana, que anda comigo, me protege, e cuida de mim.

Ao conversar com uma cigana na Terreira que estou frequentando, me deparei com aquela gargalhada gostosa, e com a alegria dela, e posso dizer que aquela noite mais alguns ciganos se apresentaram, trazendo alegria e luz. Isso tudo trouxe paz para o meu coração, claro, nunca deixando de lado os outros Exus e Giras da casa, que sempre me receberam bem e de braços abertos.
Mas em uma brincadeira um pouco particular entre eu, Sheron e a Cigana Puerê, eu disse à ela sobre meu interesse em runas e quiromancia(leitura de mãos) ela simplesmente sorriu e brincou que a minha cigana também gostava disso.

Achei bonito o jeito simples dela me dizer.
Então por isso hoje resolvi postar um texto sobre eles, mas claro que esse assunto é muito amplo, mas resolvi me focar no lado mais religioso da situação.
A protetora dos ciganos é a Santa Sara de Kali,

conta a lenda que Maria Madalena, Maria Jacobé, Maria Salomé, José de Arimatéia e Trofino, junto com Sara, uma cigana escrava, foram atirados ao mar, numa barca sem remos e sem provisões. Desesperadas, as três Marias puseram-se a orar e a chorar.

Aí então Sara retira o diklô (lenço) da cabeça, chama por Kristesko (Jesus Cristo) e promete que se todos se salvassem ela seria escrava de Jesus, e jamais andaria com a cabeça descoberta em sinal de respeito.

Milagrosamente, a barca sem rumo e à mercê de todas as intempéries, atravessou o oceano e aportou com todos salvos em Petit-Rhône, hoje a tão querida Saintes-Maries-de-La-Mer.
Sara cumpriu a promessa até o final dos seus dias.
Sua história e milagres a fez Padroeira Universal do Povo Cigano, sendo festejada todos os anos nos dias 24 e 25 de maio.
Acredita-se também que pode ter sido daí desse gesto, a tradição de toda a mulher cigana usar o lenço na cabeça, sendo esse a peça mais importante do seu vestuário, e também segundo o Livro Oráculo Lilá Romai: Cartas Ciganas, quando se quer oferecer o mais belo presente a uma cigana se diz: "Dalto chucar diklô" (Te darei um bonito lenço). (Bacana né?)
Na cripta de Santa Sara, que fica em Saintes-Maries-de-La-Mer no Sul da França, existem centenas de lenços que muitas ciganas ofertaram a ela, pois pediam a benção da fertilidade.
Para as mulheres ciganas, o milagre mais importante da vida é o da fertilidade porque não concebem suas vidas sem filhos.
Quanto mais filhos a mulher cigana tiver, mais dotada de sorte ela é considerada pelo seu povo.
A pior praga para uma cigana é desejar que ela não tenha filhos e a maior ofensa é chamá-la de DY CHUCÔ (ventre seco).
Talvez seja este o motivo das mulheres ciganas terem desenvolvido a arte de simpatias e garrafadas milagrosas para fertilidade.

Fonte: http://www.guardioesdaluz.com.br
Oração à Santa Sara
Santa Sara
Luz querida,
de antigas esferas.
Que acompanhaste aqueles
eternos viajantes.
Percorreste o céu e a terra,
o mar e as montanhas,
das falésias da Cornualha,
aos templos da Grécia.
Caminhaste em Roma,
e pelo antigo Oriente.
Frequentaste as pirâmides,
e as matas do Cruzeiro do Sul.
Participas de uma plêiade,
Desde quando te tornaste
adepta da Luz Divina.
Segue então conosco,
este Povo de Aruanda.
Salve redentora dos Ciganos,
Salve entidade formosa!
Te rendemos Fé,
e aos teus pés depositamos
a rosa branca de nosso Amor,
e a promessa de nossa Evolução.
Segue com Zambi
pelo Zênite Infinito,
mas fica tambem conosco,
secando as lágrimas,
nos ensinando a sorrir.
Salve Sara dos Ciganos!
Salve Bendita Sara!

Obrigada por lerem esse texto que mais uma vez escrevi de dentro do meu coração!
Beijãozão
Oriô!
P.S. Te amoro

4 comentários :

Fernanda Maria disse...

Os ciganos são fascinantes mesmo, eu pessoalmente nunca passei perto dessas ciganas que querem ler nossa mão mas mesmo assim os acho fascinantes, sua historia, sua cultura tudo.

Jeh Pagliai disse...

Olá :)

Os ciganos tem mesmo uma história fascinante... Pena que, os que vivem por aqui não sejam tanto assim. Nem tanto os portugueses mas os romenos... hehehe

Palavra de Andrea disse...

A partir de R$ 49,90 por mês, tenha o site da sua empresa, incluindo hospedagem, domínio, manutenção e anúncio. Nós nos preocupamos com tudo!

http://www.popcomunicacoes.com.br

Samira Machado disse...

Sempre me interessei por ciganos. Muito bom o texto.
Seguindo :)
http://thebookofmydreams.blogspot.com/