Páginas

23 de fevereiro de 2011

Um pouco de:


Hoje tem receita de ARROZ CARRETEIRO
Oi galera de novo, então como eu disse eu iria postar duas vezes hoje (aliás uma foi ontem e a outra agora) :)
Então um pouquinho mais sobre mim, eu tenho 28 anos, eu trabalho como opreadora de telearketing para a NET (no diaaaaa em que eu virei um NET) hihihihihi, bom eu sou uma típica capricorniana, tenho poucos amigos, mas os que tenho valem por 1,000,000 e tenho um namorado S2 que eu adoooooro, então eu sou uma colorada, não tão fanática quanto minha irmã, e não sei quase nada de cozinha, mas sei me virar, meu pai brinca que as minhas especialidades são o Carreteiro, um guisado de batatas e um arroz branco, não, não é só isso que sei cozinhar, mas lá que de vez em quando sai uma coisa boa, então hoje eu cheguei em casa do trabalho, com um pouco de fome, olhei, não tinha pão, mas vi que tinha carne então resolvi fazer um típico arroz de carreteiro, alguém sabe o que é? Aposto que os gaúchos sabem bem...

Comumente chamado simplesmente de "carretiro", o arroz carreteiro (ou arroz-de-carreteiro) é um prato típico da culinária brasileira, originário do Rio Grande do Sul. Surgiu quando os carreteiros (transportadores de cargas) que atravessavam o sul do Brasil em carretas puxadas por bois) coziam em panela de ferro uma mistura de charque picada (guisado) com arroz. Trata-se de um prato prático que por sua simplicidade podia ser preparado pelo viajante solitário, que comeria um churrasco (que é feito de carne fresca) somente em um paradouro, o que conseguia fazer somente depois de muitos dias de viagem.

Sem contar com geladeira e, tampouco, ter como congelar a carne, o carreteiro valia-se da carne de sol, que no Rio Grande do Sul é conhecida como charque (preparado nas charqueadas), e esta se conservava durante os muitos dias da viagens empreendida pelo carreteiro transportador de cargas. Este, diferente dos mascates (caixeiro-viajante - comerciante ambulante), que, em geral, se valiam de carroças puchadas por cavalos, não ia de casa em casa ou de estância em estância, mas seguia entregando suas cargas pelo menor curso direto ao destino.

Elaborado originalmente à base de charque e arroz e tradicionalmente preparado em panela de ferro, é um dos principais pratos da culinária gaúcha.

Todavia, nos tempos modernos os gaúchos (ou rio-grandenses) preparam arroz com carne moída ou sobras de churrasco e chamam de carreteiro em alusão ao nome original "arroz-de-carreteiro".

O prato foi incorporado à cozinha brasileira e hoje é comum saboreá-lo em todo o país.

Nas regiões Centro-Oeste e Nordeste do Brasil é também conhecido como Maria-isabel, e preparado com carne-de-sol.

Eis aqui a receita:

Ingredientes:

- 3 dentes de alho;

- 1 cebola grande;

- 1 tomate;

- 1/2 kg de carne (eu geralmente uso Alcatra);

- Extrato de tomate;

- 3 xícaras de arroz branco;

- Sal a gosto


Modo de Preparo:

Pique o alho, a cebola e o tomate em pedaços miúdos e reserve

Pegue a carne e pique em cubos reserve.

Se possível utilize uma panela de ferro (acreditem o gosto muda completamente). Coloque um pouco de azeite, o suficiente para fechar o fundo da panela, frite então o alho e a cebola, depois de bem fritos coloque a carne e o tomate picado mexa de vez em quando, quando a carne começar fritar, adicione sal e o extrato de tomate, mas cuidado não exagere. Aí então coloque o arroz, frite junto com a carne, o alho e a cebola após alguns dois minutos adicione água quente ATENÇÃO: SEMPRE COLOQUE O DOBRO DE XÍCARAS DE ÁGUA DO ARROZ EX: 3 XÍCARAS DE ARROZ = 6 XÍCARAS DE ÁGUA.

Deixe o arroz cozinhar por completo, se preferir você pode colocar umas folhinhas de tempeirinho verde.


Então pessoas essa foi uma receita que eu gosto de fazer, logo postarei mais receitas, experimentem e depois me avisem como foi certinho?

delectaretur (bom apetite em Latim)

Beijãozão




2 comentários :

Samir . disse...

Bela receita, deve ser muito bom!

Mithy disse...

Telearkiting? Meu cerato viu essa, eheheh
Pensei que era receita de danoninho caseiro.. kkk
Mas o carreteiro ficou tri bom.. eu eo zed acabamos com ele